Dom Pedro I: Independência ou morte!
Publicidade

Mais de 200.000 frases atualizadas diariamente para você, procure a sua utilizando autor, palavra ou frase.

São Paulo, 31 de julho de 2014 Home | Quem Disse | Especiais | Temas | Nosso Livro | Cadastro | Contato
Esta frase foi visitada: 7196 vezes.
Dom Pedro I: Independência ou morte!"Independência ou morte!"
Dom Pedro I - Isso, de certo, nenhum brasileiro ignora, mas como a finalidade deste livro é fixar o momento histórico das grandes frases de figuras ilustres do nosso passado e de atos decisivos para a vida da nacionalidade, não seria lícito suprimir do texto desta obra essas palavras que marcaram o dia memorável em que foi proclamada a nossa independência política. D.Pedro, príncipe regente do Brasil, aqui deixado por seu pai, D. João VI, ao regressar a Portugal como já vimos no capítulo referente ao “Fico”, era brasileiro pelo sentimento e comungava nos ideais nacionalistas que agitavam o Reino e faziam vibrar todos os brasileiros, desejosos de ver a sua terra constituir uma pátria livre, uma nação soberana. Após uma série de atos, que revelavam a sua insubmissão à vontade paterna e o desejo de emancipar o Brasil da tutela portuguesa, D. Pedro I, a instâncias do Ministério, reunido no Rio, e de sua esposa, a princesa D. Leopoldina, ante as notícias inquietantes vindas de Lisboa, resolveu proclamar a independência, gritando, a 7 de setembro de 1822, na colina do Ipiranga, em São Paulo, à escolta que o acompanhava: —Independência ou morte! Estava proclamada a independência. Mas não se pense que a independência ficou assinalada na nossa história por esse episódio apenas. Não. Foi selada com sangue, depois de uma luta prolongada, em que os brasileiros se bateram valorosamente contra as tropas portuguesas que ocupavam a Baía, sob o comando do general Madeira, e contra os focos recalcitrantes do Maranhão e do Pará, que não queriam reconhecer a autoridade de D. Pedro como Imperador, guardando fidelidade a Portugal. Graças à ação da esquadra imperial, sob o comando do almirante Thomas Cochrane, a que D. Pedro deu o título de marquês do Maranhão, esses focos de rebeldia foram submetidos e o Brasil inteiro, de Norte a Sul, pôde então orgulhar-se de ser uma Pátria livre, como ainda hoje o é. E todos os brasileiros sentem quanto a frase de Pedro I tem ainda hoje o mesmo valor, pois é preferível a morte a viver um povo sem a sua independência, sem a sua liberdade, sem a sua soberania total, que é o maior bem de que podem gozar os povos.
Código da frase: QVLHK6VGB6KU6JJ48762
Compartilhe esta frase

Dom Pedro I"Como é para bem de todos e felicidade geral da Nação, digam ao povo que fico!"
Dom Pedro I

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

TEMAS DE FRASES - Veja as melhores frases separadas pelos temas mais buscados
Belas Frases
Dalai Lama Frases
Frase para Orkut
Frases Agradecimento
Frases Albert Einstein
Frases Apaixonantes
Frases Bob Marley
Frases Bonitas
Frases Carinhosas
Frases da Vida
Frases de Charles Chaplin
Frases de Clarice Lispector
Frases de Natal
Frases de William Shakespeare
Frases Dia da Mulher
Frases Dia dos Namorados
Frases do Fernando Pessoa
Frases e Pensamentos
Frases Engraçadas
Frases Espíritas
Frases Evangélicas
Frases Famosas
Frases Felicidade
Frases Machistas
Frases Mário Quintana
Frases Motivacionais para Equipe
Frases Nelson Mandela
Frases Otimistas
Frases para Aniversário
Frases para ex Namorado(a)
Frases para Fotos
Frases para Namorada
Frases para o Dia das Mães
Frases para os Pais
Frases para Professor
Frases Paulo Coelho
Frases Provocantes
Frases Reflexivas
Frases Românticas
Frases sobre Amizade
Frases sobre Deus
Frases sobre Família
Frases sobre Meio Ambiente
Frases sobre o Brasil
Frases Voltaire
Melhores Frases


Publicidade

provérbio Proverbio Portugues prov vida ano homem mulher amor verdade deus mARQUES DE MARICA nunca Anonimo MORTE bom Mulheres dinheiro alma amigo trabalho esp felicidade Agua Drogas sol liberdade sexo guerra pensamento palavras Mentira mãe Teatro filhos energia cerveja casamento friedrich nietzsche Sociedade Lula amizade cola dormir trabalhar humanidade Democracia relogio saco gandhi cabo Papel marquês pizza shaw professor cinema espírito semana Buda clarice lispector mesa JORNALISTA Provérbio alemão xuxa esporte alien Hebbel segurança política Melhorar drama jasmin st claire educação Adorno nada Padre António Vieira Isabel Allende políticos Aristóteles televisão

Seu browser não suporte arquivos SWF, baixe o SWF Player agora!
Get Adobe Flash player